ORSSE receberá novos instrumentos em 2018

grande-184436

Ao longo de todo ano de 2017 a Secretaria de Estado da Cultura (Secult) buscou criar ações de valorização para a Orquestra Sinfônica de Sergipe (ORSSE) e neste trabalho, destaca-se a renovação dos instrumentos do grupo, que será efetivada no próximo ano através da chegada de R$ 448.219,00 em recursos, oriundos de uma emenda parlamentar do deputado federal Jony Marcos, viabilizados através da Fundação Nacional das Artes (FUNARTE). O recurso já encontra-se disponível na conta do convênio, aguardando levantamento dos orçamentos para que seja dado início ao pregão eletrônico na Seplag.

De acordo com o secretário da Cultura, João Augusto Gama, este ano foram empenhados esforços para garantir a manutenção da Orquestra Sinfônica de Sergipe, um produto cultural que é patrimônio do sergipano. “Sabemos do peso que a marca da ORSSE tem não só em Sergipe, como em todo o país. O diálogo sobre as demandas do grupo sempre esteve ativo, e isso resultou em ações concretas de melhorias para o grupo. Isso demonstra a nossa preocupação com a preservação desse bem cultural que é a Sinfônica sergipana”, explicou Gama.

Para o Maestro Guilherme Mannis, com este investimento que chegará em 2018, a ORSSE terá um incremento em sua qualidade sonora. “Com os novos instrumentos que serão adquiridos teremos uma melhor qualidade de trabalho para muitos de nossos músicos. Além disso, alguns itens de palco serão contemplados, como praticáveis e uma nova iluminação, melhorando inclusive o aspecto visual dos concertos”, explicou.

A violinista e spalla Susan Rabelo, também comemora a aquisição dos novos equipamentos e diz que a renovação chegará em uma boa hora.  “Precisamos ter nossos instrumentos sempre em manutenção, com qualidade sonora, e isto demanda um custo muito alto, pois não temos luthier para ajustar as pendências necessárias. A qualidade do som do instrumento influi em qualidade musical. Falo, especificamente sobre meu naipe de cordas, por conhecimento de causa, os encordoamentos profissionais são caríssimos. Portanto, este investimento será um incentivo ímpar para nós, músicos da orquestra, e resultará no aprimoramento da nossa qualidade musical”, salientou.

Outras melhorias

Outras ações em benefício da orquestra foram realizadas no decorrer do ano, como a instalação de um novo ar condicionado e outras adequações na sala de ensaios do grupo, localizada no Teatro Tobias Barreto (TTB), que será totalmente reformado em 2018 com recursos da empresa CELSE. “Em condições de trabalho adequadas, tudo tende a melhorar. Especificamente para a orquestra, é essencial o funcionamento do aparelho de ar condicionado, uma das melhorias apresentadas em 2017, assim como a aquisição de cadeiras mais confortáveis. A expectativa para o próximo ano é que a sala mantenha essas conquistas e que possa ficar ainda melhor”, pontuou o chefe de naipe das flautas, Silvio Jackel Neto.

Concertos mais acessíveis

A diminuição no valor dos ingressos dos concertos foi outra ação bastante comemorada pelo público e pelos músicos. “A redução dos ingressos é importantíssima, uma vez que populariza o acesso à produção do grupo. O incremento de público, inclusive, já foi constatado nos últimos concertos”, acrescenta Mannis.

O Maestro destaca ainda que a reforma do Teatro Tobias Barreto, é fundamental para a consolidação da orquestra, uma vez que trará mais conforto e segurança tanto os profissionais como para a sociedade como um todo. “Ir a um Teatro é sempre um momento de cultura e lazer muito especial; se ele é moderno, bem equipado, com uma excelente programação e bom atendimento ao público, proporcionará cada vez mais momentos inesquecíveis aos que lá estiverem”, finalizou o maestro.

Fonte: Secretaria de Estado da Cultura

Última atualização: 02/01/2018 12:43.