Cantor do Mês de Julho: Rubens Lisboa

rubenslisboaRubens Lisboa nasceu em Aracaju/SE e sempre se identificou com artes em geral, tendo em sua carreira mais de quinhentas composições. Ele começou escrevendo poesias e pequenos textos para teatro, porém tinha certeza que a música seria a mola propulsora da sua vida, após assistir a um show da cantora Marlene pelo Projeto Pixinguinha, no final da década de setenta no Teatro Atheneu.

 

Em 1986, pisou pela primeira vez em um palco como intérprete, no show “Dez-Colagem” uma iniciativa inédita de vários artistas sergipanos que, na época, começavam as suas carreiras e formaram a “Que banda é essa…?”.

 

Rubens Lisboa, cantou durante algum tempo na noite sergipana, destacando-se nas casas de shows “Cantuá” e “Kopo Gelado”, sendo o fundador e vocalista da Banda “Água Furtada” durante o início da década de 90. Fazendo o show de encerramento do “Fest-livre”, um Festival de Música Popular por ele organizado durante três anos consecutivos e realizado no Teatro Atheneu Sergipense. Participou, ainda, do FEMUFS (Festival de Música Universitária), conseguindo o Prêmio de Destaque naquele evento.

 

Obteve ainda outras grandes conquistas como o show de lançamento do seu CD “Todas as tribos”, participou de inúmeros festivais dentro e fora do Estado, como o Festival de Verão realizado em Aracaju na Praia dos Artistas, onde obteve o 1º lugar com a canção “Aluaran” através da interpretação de Amélia Daura; marcou presença também nas quatro edições do “Canta Nordeste”. Sem contar os Festivais de Música realizados em cidades como Salvador (BA), Crato (CE), Teresina (PI), São Paulo (SP) e o FEMUCIC em Maringá(PR).

 

O músico sergipano já teve inúmeras composições gravadas por outros artistas como Amorosa, Cris Emmel, Virgínia Fontes, Joésia Ramos, Chiko Queiroga, Marta Mari, Patrícia Polayne, Pantera e a internacional Ithamara Koorax.

 

Influenciado musicalmente por vários ícones da Música Popular Brasileira, o cantor tem como artistas prediletos como: “Chico Buarque”, “Elis Regina”, “Maria Bethânia”, “Caetano Veloso”, “Elza Soares”, “Cazuza”, “Zizi Possi”, “Simone”, “Ithamara Koorax” e “Leila Pinheiro”, “Amorosa”, “Virgínia Fontes”, “Tânia Sevla”, “Gena Ribeiro”, “Patrícia Polayne”, “Chico Queiroga”,e “Antônio Carlos du Aracaju”

 

No que diz respeito aos temas abordados em suas letras, Rubens costuma falar da vida e de experiências pessoais, mas em geral, não existem temas definidos, de acordo com o cantor a condição do artista no cenário local tem melhorado, mas ainda há muito espaço pra se conquistar.

 

Fonte: http://musicasergipana.blogspot.com.br/2008/01/rubens-lisboa.html

 

Última atualização: 26/02/2014 07:51.