Procurador participa da Oficina de Planejamento Estratégico do Governo de Sergipe

DSC_0330Na manhã da última terça-feira, 31, o procurador-geral do estado, em exercício, Arthur Borba participou da Oficina de Planejamento Estratégico do Governo de Sergipe, no hotel Radisson, Aracaju/SE. O evento contou com a presença do governador do estado, Jackson Barreto e participação de todos os secretários de Estado do 1º e 2º escalões e assessores.

No momento, o Governador fez uma apresentação do Planejamento Estratégico 2015-2018, destacando a missão, visão e valores objetivando as ações que beneficiam diretamente a população sergipana. “Precisamos trabalhar para construir o futuro e cuidar das pessoas, pensando sempre na melhoria de vida da nossa gente. Nos questionando sobre o que o povo quer e precisa ter como prioridades neste governo”, explicou Jackson.

O governador cobrou objetividade, criatividade e foco dos secretários, dirigentes de órgãos e gestores do Estado, e lembrou que em uma época de crise, por qual passa todos os estados do Brasil, a dedicação e trabalho daqueles que fazem o governo tem que ser três vezes maior do que em épocas de maior estabilidade econômica.

Logo depois, os Secretários de Estado apresentaram o papel de seu órgão no cumprimento da missão e os compromissos com base no plano estratégico do Governo Estadual. Em sua explanação, o procurador-geral do Estado, em exercício, Arthur Borba abordou a principal função da Procuradoria-Geral e os objetivos alinhados ao plano do Governo. “A Administração Pública somente pode agir em conformidade com o ordenamento jurídico e a PGE é a responsável pela adequação da política pública idealizada à legalidade indispensável à sua implementação. Toda e qualquer política pública, antes de ser implementada, precisa ser analisada pela Procuradoria”, explicou.

Com relação aos objetivos ele acrescentou: “Devemos responder com celeridade à todas as demandas consultivas, com especial destaque àquelas que se refiram às três áreas prioritárias; defender o Estado das demandas judiciais; promover ações que incrementem a arrecadação estadual e, por fim, conferir suporte jurídico aos gestores”, concluiu.

Estavam presentes pela PGE, o secretário-geral, Marcos Nazareno e a assessora de comunicação, Yanah Milet.

Fotos: Tatiane Diniz/PGE e Marcelle Cristine/ASN

Última atualização: 01/04/2015 11:33.