Microcefalia: Procuradoria-Geral do Estado participa de discussões em audiência pública na OAB/SE

Com a recente preocupação da população com os casos de microcefalia em Sergipe, a Procuradoria-Geral do Estado, engajando-se nos debates sobre o tema, participou na segunda-feira, 30, da audiência pública “Informações sobre o plano de enfrentamento à microcefalia: situação das crianças no estado de Sergipe”, promovido pela Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Sergipe.

A procuradora Carina Barreto representou a PGE/SE e destacou pontos relevantes das discussões realizadas durante o encontro. “Seguindo o formato idealizado pela Comissão da Infância, Adolescência e Juventude da OAB/SE, foram ouvidos os serviços de atendimento aos bebês, quais sejam, a Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, o Hospital Universitário e o CECAM(serviço mantido pela Prefeitura Municipal de Aracaju/SE). Foram apresentados dados a respeito do fluxo para atendimento dos pacientes e acolhimento das famílias, dados a respeito do atendimento e os problemas enfrentados pelos serviços e pelas famílias. Nesta senda, reputo importante a participação da PGE no evento, uma vez que foram apresentados alguns gargalos que serão reportados à gestão”, registrou

Para o presidente da OAB/SE, Henri Clay Andrade a microcefalia se apresenta como um grave problema a ser gerenciado pela saúde pública no Brasil, o que torna extremamente importante a discussão nas audiências públicas. “A nossa proposta é que com o envolvimento de entidades da sociedade civil, instituições públicas, profissionais e pessoas que estejam de alguma forma relacionada aos problemas causados pela microcefalia, possam identificar os problemas, destacar o que está sendo feito, e apontar o que pode ser realizado, para que nós possamos dar os encaminhamentos necessários para minimizar os problemas enfrentados pelas famílias das crianças que tem microcefalia”, afirmou.

Com informações da OAB Sergipe

Última atualização: 10/06/2016 09:55.